Sábado, 14 de Agosto de 2004

A tua ausência

Por vezes, ao caminhar sozinho na estrada da vida sinto a tua ausência, quando olho para o céu e as estrelas paradas me iluminam, mas não conseguem ser uma fonte inspiradora do meu ser, como tu.... Não sabes a falta que me fazes! O teu cheiro, a tua voz, o teu sorriso, o teu olhar, o teu cabelo, tu!. Mergulho em vão na noite à procura por ti... Nunca te encontro!
Entre copos de whisky que tento que sejam a minha companhia, para te esquecer, relembro no rebordo de cada cálice de cristal, os teus ( saborosos) lábios ausentes, o que só me poderia levar a beber mais e mais, pois assim sentiria o prazer da boca que ainda espero beijar... Porém, páro e nunca abuso, pois tudo o que se faz em substituição de ti está errado. És insubstituível! Pois, no amor verdadeiro nada combate a ausência e os momentos que este deixou.
Sei que te marcarei para sempre, como uma tatuagem que um dia fizeste e que agora, mesmo que queiras, nunca conseguirás apagar. Já faz parte do teu ser. Sei o significado que tenho para ti.
Será que sei mais alguma coisa? Sei...! Sei que o nosso amor vive dentro de nós, embora não o admitas!
publicado por egasmoniz às 10:07
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De 666 a 27 de Agosto de 2004 às 20:41
Cuidado com o alcool!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. www.egasmoniz2.blogs.sapo...

. Comunicado à blogosfera!

. estrelas

. Eu dormi, sonhei, acordei...

. ...

. Bom fim de semana!

. ...

. Romantismo

. ...

. ...

.arquivos

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds